Deixe seu recado
+5511-3582-4187

Assassinaram o portuga

[nós que aqui estamos e por vós esperamos – imagem original do blog paraibuna – http://parahybvna-svper-flvmina.blogspot.com/2009/02/o-recado.html]

com uma semana de atraso, gostaria muito de saber a opinião de meus leitores sobre o tema “norma culta da língua”.

fala sério!!! hahahaha tb os caras não tem mais o q fazer!!!! fica tudo falando o q quiser!!!

o trecho acima é ou não é assassinato?

desde sempre eu escrevo tudo com minúsculas. posso me justificar academicamente dizendo que sou modernista, adepta ao estilo simples e funcional da bauhaus (http://pt.wikipedia.org/wiki/Bauhaus) … hahaha a verdade é que nem tenho tantas tintas prá dizer isso, é preguiça mesmo e acho lindinho ficar tudo caixa baixa. mas vamos combinar: sou assassina!

isso sem falar das abreviações que são auxílio extra para acelerar a escrita e, no caso do twitter, economizam caracteres preciosos. isso é ou não morticínio?

prá quem não leu/viu/ouviu nada sobre o assunto, vamos ao início da história, que prá mim começou na rádio CBN, mas aqui indico os links textuais:

  • http://oglobo.globo.com/educacao/mat/2011/05/17/haddad-defende-livro-mas-enem-exige-norma-culta-924488204.asp
  • http://oglobo.globo.com/educacao/mat/2011/05/16/procuradora-da-republica-preve-acoes-contra-uso-de-livro-com-erros-pelo-mec-autora-se-defende-924478530.asp

o mec distribuiu um livro que faz uso da linguagem coloquial e toma-a como correta se usada no momento certo. o livro cita frases erradas do ponto de vista da norma culta do português e diz que, em determinados contextos, tudo bem falar errado. e então? é trucidação mesmo assim ou não?

depois de passar 2010 inteiro escrevendo e hoje com 3 livros publicados e a coleção clique a clique da abril (http://www.cursocliqueaclique.com.br/) nas bancas, acho que posso falar: é um saco imenso e sem fundo escrever direito e dentro da norma culta! difícil pacas e assuntos sim: para especialistas! todos os meus textos passaram por revisão e foram corrigidos e esmiuçados para que não houvessem erros. isso mesmo, lá não tem massacre. e também, pudera! livros são para serem entendidos, ao menos os técnicos.

agora veja, não é assim que tem que ser? conforme o momento usamos uma “língua” diferente. o português é uma língua extremamente complexa, cheia de particularidades e nuances. tá duvidando, dá uma olhada: http://www.hardmob.com.br/threads/219178-RequestMOB-Textos-com-palavras-iniciadas-pela-mesma-letra!

escuto meu pai conversar com seus amigos, sexagenários ou septuagenários, e vejo como meu português é chinfrim. meu vocabulário é risível… para eles, veteranos ou da geração silenciosa (http://www.peabirus.com.br/redes/form/post?topico_id=14139), nós já somos assassinos da língua mãe a muitos e muitos anos. isso nem é novidade! assim como não é usar o conhecimento ou a falta dele para agregar ou segregar as pessoas!

seja na vida real ou na vida virtual, existem regras. tem hora prá tudo, só não tem hora para ser ignorante! verdade, mesmo uma grande porrada tem que ser dada com respeito e inteligência. não dá prá sair esculhambando a língua sem conhecer. corremos o risco de não nos entendermos mais… quem aí lembra do miguchês? (Eu Amu U mEu idIomAH…EH A LinguAH + lINDUxXxAH DU mUNDU – http://www.coisinha.com.br/miguxeitor/). alguém por aqui já ouviu falar de Netiqueta (http://www.icmc.usp.br/manuals/BigDummy/netiqueta.html)?

educação, educação e educação. são as três coisinhas necessárias para vivermos juntos sem nos matar neste planetinha! educamos para o respeito, para a inclusão, para a preservação do planeta, para ler, escrever e entender, para produzir, para participar, para reivindicar, para tudo! não há escolas / faculdades / cursos brasil ou mundo, que dêem conta de tanta diversidade, por isso todo lugar é um lugar de disseminação de educação. de preferência usando a norma culta… saber até onde vai a zoeira é que são elas!

divirtam-se na norma culta também!

bjs,
ana laura