Deixe seu recado
+5511-3582-4187

sobrinhismo na Web

Que coisa mais linda este artigo do David CHC.

Fala de uma forma super clara sobre um tema muito controverso e difícil: o sobrinho…

Você: O projeto ficará em R$ 3.000,00
Cliente: Que isso, está muito caro. Eu tenho um sobrinho que me cobra R$ 150,00.

Bacana que fala também sobre uma coisa que já havia pensado antes: todos começamos como sobrinhos!! verdade!! no início a gente não sabe muita coisa, no geral lida bem com alguma ferramenta (fireworks, photoshop, dreamweaver…) ou linguagem (XHTML, CSS, PHP…) e acha que sabe tudo de criar páginas Web.

Então ficou fácil de entender o que é um sobrinho, que é um pseudo-profissional, que cobra valores baixos, praticamente ele paga para fazer o trabalho.

Mas se pensarmos bem, podemos dizer que quase 100% das pessoas que começaram a trabalhar com web foram sobrinhos. Porque no começo é sempre mais difícil, não temos noções de preço, prazo, como nos comportarmos, e por isso é cobrado um valor realmente baixo.

Isso para um começo, apesar de muitos não concordarem, pode ser aceitável. Só que o problema é isso se estender de mais, achar que está se dando bem, e ainda se estagnar. Porque o sobrinho não é apenas o que cobra o valor baixo, é o que pára no tempo achando o que sabe já é o bastante.

hahahaha atire a primeira pedra quem começou do topo!!

a pegada de fato é tornar-se um profissional, qualificar-se, aprender, estudar, estudar, estudar!! não tenho a menor dúvida disso. nosso mundinho anda muito rápido, as tecnologias vem e vão na velocidade da luz. além do conhecimento tecnológico, tem que ter uma estrutura pessoal muito boa para aguentar este ritmo sem surtar. ainda acho que a máxima “tudo que sei é que nada sei” é a que impera, só não pode te paralizar. tem que manter a cabeça no lugar, traçar metas e estar _sempre_ pronto para mudanças e re-planejamentos. lembra que o bacana é caminhar, é o virar profissional sendo profissional. vamos à luta, filhos da pátria!!

quem quiser começar a aprender a cobrar, tenho um post antigo que fala disso.

bjs,
ana laura