Deixe seu recado
+5511-3582-4187

TI sustentável – tem jeito?

tenho lido, e escrito, algumas coisas aqui no webD+ sobre sustentabilidade.

pois é, quando o trabalho pega no coração é isso… paixão pura!

a brincadeira vem do Conip SP 2010, onde estamos fazendo um evento sustentável. mas não para por aí… existe a possibilidade de ser criada uma trilha dentro do congresso sobre sustentabilidade em TI. ah… fui pesquisar na hora e achei umas coisas bem legais, vejam só:

Só para se ter idéia do consumo dos itens relacionados ao computador, 1 bilhão de monitores de computador em todo o mundo geram 53 milhões de toneladas de gás carbônico e usam uma quantidade de eletricidade que equivale ao consumo de 10 milhões de cidadãos ou o consumo da Suécia por ano!

Para reduzir tal impacto, a TCO Development recomenda que: as organizações e as pessoas escolham seus equipamentos observando o consumo de energia; habilitem as configurações de consumo de energia (65% das emissões de gás carbônico derivam de computadores não desligados ou que não têm a função de economia de energia ativada); e desliguem os seus computadores quando não estiverem em uso.

(http://mlonlinegeneration.wordpress.com/2008/06/04/ti-sustentavel/)

*

A migração feita por empresas de todos os tipos para rotular praticamente tudo como ecológico e explorar o interesse atual em soluções ecológicas acarretou o conceito de “greenwashing”, que se refere a uma promessa excessiva de benefícios ao meio ambiente. E o que há de verdade nas economias de energia? Isso não é tão evidente quanto, digamos, instalar novas lâmpadas econômicas na sua casa.

(esta é a ponta do iceberg, corre lá ler o artigo que é ótimo… http://technet.microsoft.com/pt-br/magazine/2008.08.sustainablecomputing.aspx)

*

Uso consciente mais do que exigir o desenvolvimento verde das tecnologias, é papel do gestor de TI evangelizar os funcionários sobre as formas de atuação mais sustentáveis, as quais incluem práticas para a redução do consumo energético (como a exigência de que todos desliguem as máquinas por completo antes de ir embora ao final do dia) e o compartilhamento de recursos (sejam eles tecnológicos ou referentes à rotina corporativa, como os materiais de escritório, por exemplo).

Reciclagem todo gestor deve desenvolver políticas para que o lixo produzido pelo seu departamento seja reciclado e reaproveitado. No caso da TI, essa situação é ainda mais crítica, visto que além de componentes eletrônicos os líderes devem criar processos para o descarte e armazenamento de máquinas e dados.

(tem mais dicas no artigo: http://br.tecnologia.yahoo.com/22122009/76/tecnologia-adaptar-empresa-conceito-ti-sustentavel.html)

*

a busca continua… vou continuar a ler e pesquisar sobre o tema.

quem sabe a gente consegue entender e fazer – de fato – uma TI sustentável?

se você tem alguma ideia ou projeto, passa lá no blog do governo eletrônico e deixe sua contribuição!

bjs,
ana laura